as moscas @ 21:29

Qua, 30/12/09

As moscas lançam mais uma grande causa, desta vez a petição para o Referendo com a seguinte pergunta:

 


“Concorda que o casamento possa ser celebrado entre pessoas de sexo diferente?”


http://www.petitiononline.com/cpsd/petition.html

 

 

 

ao  parlamento português

Um grupo de cidadãos portugueses inicia neste dia as diligências necessárias ao lançamento de uma iniciativa popular que proporá a realização de um referendo que incidirá sobre a seguinte pergunta:
“Concorda que o casamento possa ser celebrado entre pessoas de sexo diferente?”

A definição do conceito de casamento de forma a nesse contrato incluir uniões entre pessoas de sexo diferente cristaliza o instituto milenar, que tem sido mutável em todas as épocas da história e a todas as civilizações. 

É de exigir que uma petrificação com este alcance histórico e civilizacional seja directa e claramente apreciada pela vontade popular.
A mesma exigência de debate se deve colocar sobre a admissibilidade da adopção por uniões de sexo diferente, e ainda que a procriação seja aprovada caso a caso avaliado por comissões específicas de forma a proteger a criança.
A opção sobre estas questões atravessa transversalmente o eleitorado dos vários partidos 
políticos e é patente que não reúne consenso, conforme se constata pelo número de deputados divorciados. 


Nas últimas eleições legislativas, este assunto não foi suficientemente debatido, de modo a poder deduzir-se a vontade dos portugueses acerca dele. 
Os partidos negligenciaram notoriamente nos seus programas o ‘casamento’ entre pessoas de sexo diferente não podendo os eleitores manifestar-se acerca desta premente questão.

O Referendo é o mais fiel amigo da democracia participativa e da expressão da vontade 
popular. O poder é do povo e a classe política não tem de se comprometer com decisões arriscadas para com o status quo. 

O instituto de Referendo tem sido utilizado com frequência noutros Estados para decidir sobre esta mesma questão, a vida da vizinha, a regionalização ou a independência da Madeira.

Os filhos de pais recém divorciados têm uma palavra a dizer, assim como os de pais casados.

A minoria que se casa todos os anos não pode impor ao resto da sociedade que aceite os seus "casamentos" feitos livremente e ao deus dará, muitas vezes com consequências nefastas como o divórcio, lares desfeitos e partilhas onerosas.

 



Pessoa sem personalidade jurídica @ 10:53

Qui, 31/12/09

 

não sou contra a comunidade gay, no entanto acho que o significado de "casamento" é um acto de caracter religioso quer seja cristão ou não. Acho que é uma "palhaçada" vestirem-se de véu e grinalda, porque não optar apenas por união de facto? Têm os mesmos direitos do que qualquer outro casal.

j @ 10:55

Qui, 31/12/09

 

pelo andar dos comentários, estão aqui estão no Correio da Manhã! Esta merda é hilariante!...ou talvez não!

Pessoa sem personalidade jurídica @ 10:57

Qui, 31/12/09

 

Acho k alguém do governo quer casar com alguém do parlamento...
Já agora, quando vou puder casar com a minha piriquita?
Caso não se recordem... Foi assim que o império romano caiu...

jose @ 11:03

Qui, 31/12/09

 

O casamento de pessoas de sexo diferente já existe, se concordo sim! o macho foi feito para se reproduzir com a femea. Casado ou não cada um que escolha. Agora o homosexual esse é um misterio não se reproduz mas multiplica-se. há cada vez mais. Mas uma coisa digo que o façam e não chateie os outros. Mas quanto a querer chamar casamento a uma união de homos ou lesbicas pára o baile porque nunca será mesma coisa e juridicamente nunca poderá ser porque enquanto os heteros tem filhos de uma união sexual os outros bem pode correr a menos que a ciencia possa clonar um dia metade de cada um. Uma lei é feita em proveito de uma maioria para o bem comum do maximo de entre nós na nossa sociedade. Os homos que se estimam felizes já com os direitos adquiridos visto que em certos paises era o enforcamento o destino.
Que tenham direitos do ponto de vista fiscal ou mesmo em caso de herança. porque não. Mas chamar uma união casamento é mais facil fugir. Porque se houver cedencia neste aspecto teremos o zoofilos a pedir uniões com os seus animais de estimação ou então o pedofilo que vai tentar legitimar a sua tara com a criança do vizinho.
Quanto a estes casais ter a possibilidade de ter ou adoptar filhos, digo não porque coisa pior do que uma familia monoparental só pai ou só mãe existe sempre um tio um avô uma tia uma avó para ser aquilo que os psicólogos chamam de factor masculino ou feminino as crianças aprendem tambem pela cópia pela imitação não se esqueçam disso. Neste caso dois pais ou duas mães onde está o exemplo. Imaginem só a criança em saber quem dá ou quem leva, mais ainda os comentários na escola... É da responsabilidade da sociedade impedir aquilo que são exemplos imorais porque contra natureza, competirá a criança quando adulto fazer o que quiser do seu corpo mas até lá deverá ser protegido de comportamentos dos quais um dia ele se poderá não só se arrepender como se envergonhar.
Nada é mais bonito do que um casal hetero que tem filhos. a todos um boa passagem

jp @ 11:04

Qui, 31/12/09

 

Os Romanos casaram com a sua piriquita?

Pessoa sem personalidade jurídica @ 11:08

Qui, 31/12/09

 

pois eu acho que o casamento devia ser proibido para os Heteros! uma vez que são os únicos que até hoje se casam em Portugal todos os anos e todos os anos o que temos ?? Divórcios, violência doméstica, violações no seio da família hetero dita normal ... acho que o casamento é algo que pura e simplesmente não funciona nem para heteros, nem para ninguém... e nos que funciona é porque há muita miséria escondida


FuckItAll @ 11:09

Qui, 31/12/09

 

They are here, they are queer... sim, estou a comentar os comentadores. Jonas, o vosso link está a confundir os espíritos sensíveis, coitados.


Shyznogud @ 11:10

Qui, 31/12/09

 

E estás a rir como eu, FIA?

Bravo @ 11:14

Qui, 31/12/09

 

Só queria comentar a falta de gosto de quem pôs esta aberração de fotografia para este assunto, ou será que o assunto têm a mesma aparência da fotografia?

KIKA @ 11:14

Qui, 31/12/09

 

CASAMENTO OU UNIÃO OU LÁ O QUE FOR ENTRE O MESMO SEXO É ANTI-NATURA, COMPLETAMENTE ABSURDO, SÓ PESSOAS FORA DO SEU PERFEITO JUIJO É QUE APROVAM UMA ABERRAÇÃO DESTAS.

Whatever happened to the bright ones
Pesquisar
 
Tags

todas as tags