Sr. Rocha da Internet @ 11:50

Qua, 13/01/10

 Não há condições para tentar fazer o mínimo de humor em Portugal com títulos destes.

O tipo que faz os títulos do i online devia ganhar um Pulitzer ou uma dessas merdas que dão às pessoas que escrevem coisas que marcam a vida de um ser humano para todo o sempre.

Ainda assim a minha cabeça não pára de se interrogar sobre o significado de pressão gay, pelo que venho pedir ajuda às duas pessoas deste blog especialistas na matéria.

Em todo o caso, parem lá com isso.




Sr. Rocha da Internet @ 21:57

Ter, 12/01/10

 Uma das coisas que mais me tem sensibilizado são os discursos emocionados por causa do casamento entre pessoa que lá sabem o que é que andam a fazer (desde que o façam lá na casa deles). Ele é o amor e a ternura, o sofrimento de séculos sem poder casar, o amor dependente do estado como a companhia de teatro que depende do subsídio. Ele é a criança que cresce com a certeza de que nunca poderá ter deveres conjugais oficializados por um conservador do registo civil. Caem-me as lágrimas pela cara. Parte-se-me o coração, como diria o senhor primeiro-.ministro. Então, lembro esta canção...




Sr. Rocha da Internet @ 13:30

Ter, 12/01/10

 Estamos a todo o momento à espera que o Miguel Abrantes do 31 da Armada faça 30 posts sobre asfixia democrática derivado ao assunto da questão provocada pela saída dois em um de Marcelo e Vitorino.

 

 




custodioserodio @ 11:30

Seg, 11/01/10

...e já as miss piggys se encavalitam todas para poder engolir o sapo.






Sr. Rocha da Internet @ 22:46

Sex, 08/01/10

 a partir de hoje o capitão haddock já pode casar com o jack daniels.


Tags:



Sr. Rocha da Internet @ 13:38

Sex, 08/01/10

 mas aqui na rua acabo de ouvir dois putos:

- Ó Zé, és mesmo paneleiro!

 

Parece que os efeitos do reconhecimento ainda não se fizeram sentir na sociedade.




Sr. Rocha da Internet @ 10:47

Qui, 07/01/10

 

 

"Então é assim, ó Sérgio, tu atiras-te contra o Presidente da República, dizes uma dessas barbaridades que fazem parte do teu pensamento político normal, já que és fruto da maior escola de imbecis do mundo - a JS -, e nós depois deixamos-te votar livremente lá para aquela cena do casamento dos rabichos. E depois, quem sabe, o mundo é teu."

 

"Então é assim, a gente deixa o Sousa Pinto votar livremente e o gajo nunca mais faz nada no PS, pelo menos enquanto o partido ainda estiver carregado de homofóbicos e machos alpha, ó Zé. E nessa altura tu estarás confortavelmente no topo da tua carreira política e não precisas do PS para nada, como o Durão. Vai por mim que sou barbeiro."







Sr. Rocha da Internet @ 13:39

Qua, 06/01/10

 Fico sempre muito baralhado nestas alturas em que se discutem referendos. Uns queriam e agora não querem. Uns nunca se lembraram e agora andam aflitos. Sempre gostei de ver as ferramentas da democracia usadas com este oportunismo responsável e sério.

Pois, mas dantes era diferente, não é verdade? 





Sr. Rocha da Internet @ 18:05

Ter, 05/01/10

 Numa altura em que não se deveria estar a discutir a Presidência da República porque se calhar é capaz de haver merdas mais importantes, um grupo de cidadãos responsáveis e preocupado com o descrédito institucional de que o país está a ser vítima decidiu tomar uma posição.

 

Esse grupo de cidadãos compreende as seguintes pessoas: eu e o João Villalobos (pessoa que, aliás, está ligada à criação deste novo blog de: passos-coelhistas, dois comediantes involuntários, um voluntário pouco cómico, um outro indivíduo que se disfarçou de António Figueira e mais pessoas que não posso identificar por questões de economia de tempo.).

 

A posição que queremos assumir é simples: incentivar a candidatura do sr. General Ramalho Eanes à Presidência da República. Para isso precisamos do apoio de mais cidadãos responsáveis. Já que ninguém quer saber do que se passa no país e não, ao menos dêem aí uma mãozinha a quem quer fazer cenas.

 


Tags:



drmaybe @ 21:03

Seg, 04/01/10


"tenho um macho alfa dentro de mim"

 

"Não tenho de ter medo do Dan Brown ou de quem quer que esteja no top."

 

"Não, acho que não (risos). Foram mesmo duas vezes."





Whatever happened to the bright ones
Pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds