Domesticada @ 10:32

Ter, 02/03/10

 Após várias ofensivas insultuosas dos restantes camaradas das moscas (chamei-vos camaradas, toma!) resolvi ler um jornal para poder escrever neste belogue. Não sei que jornais vocês andam todos a ler, ou em que mundo vivem, porque se fartam de acontecer coisas à vossa volta. À minha votla não acontece praticamente nada, as pessoas não dizem coisas escabrosas, não há candidatos ridículos à Presidência, intempéries ou maus Primeiros Ministros. 

 

Há no entanto uma rúbrica no Jornal de Notícias que me chama à atenção. Chama-se Cidadão Repórter. Promete, né? As pessoas (as pessoas, caralho, as pessoas todas) se quiserem podem escrever lá notícias. Se isto não é a coisa mais espectacular dos últimos anos, não sei o que será. Quem saberia que durante 40 minutos às 4 da manhã tinha chovido granizo em Vila Verde de Braga se não fosse uma cidadã repórter com problemas de insónia e uma sensação de falhanço pessoal em não ter conseguido seguir o curso de comunicação social na Covilhã? Mais importante ainda, o que seria de mim se nunca tivesse lido o seguinte comentário de um leitor a esta notícia:

 

 

 

 




drmaybe @ 14:24

Ter, 02/03/10

 

Flores e granizo não joga. Essa do cidadão repórter já o Expresso também faz. Eu prefiro cidadão repórter a jornalista estagiário, lê o i e perceberás do que falo.


Aurea Mediocritas @ 14:28

Ter, 02/03/10

 

NÃO MENORIZES O CIDADÃO REPORTER DO JN!!!!!!!
NÃO TA ADMITO!!!!


Domesticada @ 18:00

Ter, 02/03/10

 

E tu não és homem nem és nada se não fizeres uma notícia para o Cidadão Repórter. Qué pra não estares praí a dizer que eu menorizo as coisas. Quem diz é quem é.


Aurea Mediocritas @ 21:19

Ter, 02/03/10

 

Não posso porque trabalho para o grupo do JN.
É assim como os concursos. Senão escrevia já!
A democracia participativa e assim...


Menina Limão @ 17:01

Seg, 08/03/10

 

RI-ME
Tens o melhor avatar de sempre.

Whatever happened to the bright ones
Twitter
Pesquisar
 
Tags

todas as tags