Sr. Rocha da Internet @ 19:50

Dom, 28/02/10

Diga lá, Senhora Câncio,
Se isto não é fundamental:
Defender a Natureza
Entre a Cimianto e o Telhal.

Há quem diga que a menina
É uma esquerdista verdadeira
Típico de uma chorinha
Vinda da Alhandra toureira

Esta coisa do não fumo
É que é uma aberração
Terá sido isto promessa
À Nossa Senhora da Conceição?

Tanto amor aos pobrezinhos
E anti-discriminação
Que o Soeiro e o Redol
Só lhe desejam beatificação

Mas estes nossos conterrâneos
De certo não iriam gostar
De ver a Senhora Câncio
A protestar por se ser livre e fumar.
Reaction Man, "Poema para a Câncio", Poesia Completa, Pasta "os meus poemas" Editora, 2008
 
A minha pergunta é onde é que esta sardanisca foi buscar estes dados: "Isso não só significa que há mais procura para as zonas sem fumo"?
O empirismo desta mulher estimula-me.


DG @ 20:56

Dom, 28/02/10

 

com o teu fumo livre e intelectual espero que ganhes um gostoso e divertido cancro dos pulmões e já agora da boca, e da garganta e que metastizem para o cerebro e osssos para que pares de escrever idiotices... não te esqueças e já agora aaproveita e rega com muito conhaque, café e leitão para adicionar colesterol


drmaybe @ 23:41

Dom, 28/02/10

 

é muito bonito este poema. devias musicá-lo


Aurea Mediocritas @ 10:02

Seg, 01/03/10

 

Aí está uma ideia de valor.
Musica ao estilo de baladeiro de intervenção.

Nini @ 13:25

Seg, 01/03/10

 

Ca coisa mai linda, comovi-me

Margarida @ 21:34

Seg, 01/03/10

 

OH PÁ!! sardanisca é tão fofo...

Whatever happened to the bright ones
Twitter
Pesquisar
 
Tags

todas as tags