custodioserodio @ 09:45

Qui, 11/02/10

- Então Quico, esses ossos? 

 - Zé, pá, nunca pior, nunca pior. 

 - Oh pá, eu ando cheio de stresses,

os chatos dos jornalistas não me largam, pá, e amanhã vou ter de aturar mais uma missa do jornal de Sexta.

 - Felizmente ninguém leva a Moura Guedes a sério, pá, Zé. Deixa lá isso.

 - Eu sei, mas eles têm alguns casos clínicos, que deviam ser tratados, pá.

 - Tem calma, tens de te dedicar à agricultura ou à jardinagem, vais ver que te fazia bem, para destressar. Eu desde que me dediquei aos vinhos que as coisas correm lindamente.

 - Quico, tens de guardar segredo disto, pá, sabes que eu para desopilar escrevo uns posts como Miguel Abrantes, pá.

 - Ahahah, não me digas!

 - A sério, divirto-me imenso.

 - Também tenho um segredo para te contar, Zé.

 - Qué Quico?

 

- Vamos comprar uma parte da Media Capital. 

 

- Estás a brincar?!?

- Não, já mandei lá a Madrid o miúdo, o teu amigo.

- Porreiro, pá.

- Mas tens de manter segredo disto, senão o mercado lixa-nos. O Fernandes mete a colherada e o Vitorino sobe logo a parada, sabes como é o gajo.

- Ok, pá, fica em segredo. Isto ao fim e ao cabo é um jantar informal.

 




Aurea Mediocritas @ 13:49

Qui, 11/02/10

 

Boa tarde Senhor Serôdio,

Não posso deixar de manifestar o meu repúdio pelo jornalismo de buraco de fechadura que se pratica neste ePasquim.
Tenham vergonha. Vergonha!
É só.

Whatever happened to the bright ones
Twitter
Pesquisar
 
Tags

todas as tags