Sr. Rocha da Internet @ 19:50

Dom, 28/02/10

Diga lá, Senhora Câncio,
Se isto não é fundamental:
Defender a Natureza
Entre a Cimianto e o Telhal.

Há quem diga que a menina
É uma esquerdista verdadeira
Típico de uma chorinha
Vinda da Alhandra toureira

Esta coisa do não fumo
É que é uma aberração
Terá sido isto promessa
À Nossa Senhora da Conceição?

Tanto amor aos pobrezinhos
E anti-discriminação
Que o Soeiro e o Redol
Só lhe desejam beatificação

Mas estes nossos conterrâneos
De certo não iriam gostar
De ver a Senhora Câncio
A protestar por se ser livre e fumar.
Reaction Man, "Poema para a Câncio", Poesia Completa, Pasta "os meus poemas" Editora, 2008
 
A minha pergunta é onde é que esta sardanisca foi buscar estes dados: "Isso não só significa que há mais procura para as zonas sem fumo"?
O empirismo desta mulher estimula-me.



Sr. Rocha da Internet @ 11:22

Sab, 27/02/10

Parece que já não é preciso haver eleições no PSD. O Diário de Notícias já decidiu quem ganha. É bom quando os nossos jornalistas têm esta capacidade medium e prevêem o futuro conseguindo, ao mesmo tempo, dar voz aos mais fracos - Rangel e Aguiar Branco - num puro gesto de altruísmo jornalístico.

Viva o Diário de Notícias!




Aurea Mediocritas @ 10:27

Sab, 27/02/10

 

 Tenho a certeza que o OE que as avantesmas do hemiciclo perpetraram em conjunto vai resolver este e outros problemas.

E numa demonstração da pusilanimidade que caracteriza a politica, mesmo nos seus elementos ditos "sérios", a Manuela Ferreira Leite esperou até que fosse por demais obvio o seu estado demissionário para declarar que estamos no mesmo caminho que a Grécia.

 

É triste que enquanto era Presidente do PSD (não Presidente-estou-já sair) não tenhamos ouvido este discurso. Muito provavelmente porque considerou que isso limitaria o espaço de manobra do partido.

 

Esqueceu-se que foi eleita pelo seu discurso de seriedade económica, e que tendo ido para Presidente do PSD para estar calada no unico assunto que as pessoas a queriam ouvir, no fim nada lhe restou mais que o silêncio e a manifestação ocasional de desconforto acerca de coisas como o casamento gay.

 

Não bastava denunciar ad hoc os dislates do PS, como se o problema se resolvesse com a correcção desta ou doutra medida, não bastava falar da necessidade de mais rigor nas contas públicas, era preciso dizer coisas como, são necessárias medidas muito penosas.

E era preciso ter a coragem de o ter feito enquanto Presidente do PSD.

 

Adeus Manela, é por isto estar na merda, é por tu saberes que isto ia para a merda, é por teres estado calada à frente do maior partido português, é por o teres feito por taticismo politico,

that you won't be missed.




custodioserodio @ 15:20

Sex, 26/02/10

Desde que a "vasta equipa" da RTP chegou à Madeira, várias frentes ficaram controladas perante a concorrência. Judite de Sousa então, desdobrou-se em peças de jornalismo político (entrevistou Alberto João Jardim duas vezes em três dias), em peças de ciência (com excelentes achismo sobre meteorologia, águas, pedras), cenas (peças que não se percebiam sobre quê, porquê ou para que eram) e, numa mesma peça, matou a concorrência dos jornais desportivos e da imprensa cor-de-rosa ao entrevistar Dolores Aveiro. Ai ninas. Assim, quando li hoje que Dolores "Não quis preocupar o Ronaldo", tunga, já sabia, tinha visto a peça da Judite. Quando li que o Ronaldo não sabia se ia jogar na Madeira, tunga, já sabia, tinha ouvido a entrevista da Judite. Quando me vieram dizer que tinham morrido 

 

E até o Carlos Castro concorda comigo, né carlinhos?

Judite de Sousa (RTP) como nunca se viu, nos destroços da tragédia da Ilha da Madeira. Deu conta do que se passou com muito profissionalismo. É bom que todos ajudem. E não venham com histórias no meio de tanta miséria.

 

Toma, embrulha... embrulha... gaijo-da-tvi-muito-alto-que-não-sei-o-nome-e-que-foi-enviado-à-madeira, toma orelhas, "aqui tenho o meu Haiti", tomem os que pensavam que ia de tacões para as cheias...





Aurea Mediocritas @ 20:42

Qui, 25/02/10


O discurso dos "maluquinhos dos ambientalistas é o equivalente português ao criacionismo americano. Ambos resultam de uma ignorância arrogante da linguagem cientifica.

Sendo as consequências de gravidade variável.


Tags:


custodioserodio @ 09:18

Qui, 25/02/10

"Vamos lidar o João Salgueiro" é um dos vídeos mais vistos no Youtube. Quer dizer, acho que sim, quer dizer, li a notícia no i, por isso... mas o vídeo é nice.


sinto-me: encornado


Sr. Rocha da Internet @ 01:38

Qui, 25/02/10

Boa noite. Como eu vivo num subúrbio o perigo do filha da puta do temporal que faz lá fora não é alarmante no sentido de provocar possíveis derrocadas visto que a única hipótese de calamidade que por aqui existe é a de um grupo de delinquentes desatar a incendiar carros, hipótese essa que está desde já afastada, não pela impossibilidade de combustão mas por um certo aburguesamento dos tais indivíduos com problemas a nível de inserção social.

 

No caso das propriedades do Dr. Jardim, como diria um qualquer militante da extrema esquerda ou qualquer outro idiota socialista, a situação já não é tão favorável como a minha visto que para além das derrocadas também a delinquência é ainda uma forte possibilidade.

 

Com efeito, parece-me que essa mesma delinquência burguesa se apoderou da Palmira Silva que estava em casa aborrecida e começou a escrever este monte de merda. Não lhe passou pela cabeça mal oxigenada durante a tarde do dia 21 de Fevereiro devido, provavelmente, a uma noite de sábado tempestuosa (estou a especular) que os lacaios do Dr. Jardim estivessem fodidos não só com o local de trabalho todo estraçalhado como a cona da Cicciolina em dias de festa (talvez o facto de ter os computadorzecos num r/c seja pouco importante quando a puta da cidade está toda inundada) como com a cabeça noutro local igualmente estraçalhado e onde hipoteticamente vivem as suas famílias e os seus entes mais queridos (estou no meu momento "pessoas do twitter muito preocupadas com a Madeira").

 

Não fosse eu ter descoberto este comentário de inquestionável decoro da rigorosa Palmira no blog de uma anónima, com quem eu já jantei várias vezes e de quem garanto a existência física e moral, e o meu temperamento misógino já estava em alerta amarelo em vários distritos do meu corpo perfeitamente identificados por mim.

 

Felizmente o DMX acabou de salvar o mundo sem dar um único tiro num filme que é puro serviço público. Há coisas mais irónicas.





Sr. Rocha da Internet @ 10:50

Qua, 24/02/10

Será que o Fantasporto vai voltar a dar credencial à Sofia Bragança Buchholz?

É que da última vez que isso aconteceu (o Fantas deu credenciais ao 31 por ser um blog, explorando assim a capacidade que os bloggers têm de influenciar as massas com o seu conhecimento erudito) a menina Brololololtz foi para lá comentar o hall of fame do Rivoli. Filmes que é bom: nicles batatóides! Durante a semana lá ia copiando as sinopses do site... vou ser simpático - lá copiava à mão as sinopses do folheto promocional do festival. De resto era uma espécie de Carlos Castro do cinema fantástico. Deve ser é fodido não conhecer ninguém por - como é que diz? - pura ignorância e pretensiosismo serôdio, mas pronto, sempre dá para comentar os vestidos.

E depois é salas cheias na estreia, claro, que é para esta rapaziada vir para a blogosfera dar glamour ao Fantasporto. Deve ser do Glamour do Peter Jackson ou o caralho.




Aurea Mediocritas @ 14:20

Ter, 23/02/10

 

 

O Senhor Fernando Máximo de Aviz, pediu-nos a melhor divulgação deste evento. E tendo em conta o que se anda a passar, não me parece que haja uma mudança de estilo assim tão grande.

 

É em defesa da cultura que convido todos os interessados a participarem nos VIII Jogos Florais de Avis, uma iniciativa dos Amigos do Concelho de Aviz – Associação Cultural e cujo regulamento pode ser consultado em: www.aca.com.sapo.pt

 





Aurea Mediocritas @ 21:15

Seg, 22/02/10

 

 

João Carlos Silva alega que quis fintar Figo na Taguspark


Tudo não passou de um plano para enganar Luís Figo. Esta é a explicação que o administrador executivo, João Carlos Silva, deverá dar aos accionistas da Taguspark sobre as escutas telefónicas que levaram o DIAP a suspeitar que o contrato publicitário entre a empresa e o ex-jogador tivesse servido para "pagar" o apoio político a José Sócrates.

 

Fonte próxima do gestor - que negociou o acordo à revelia do Conselho de Administração, mas não da Comissão Executiva da Taguspark - disse ao DN que nas conversas telefónicas com o advogado Paulo Penedos, já publicadas na imprensa, João Carlos Silva discutia como seria preciso "tapar os olhos" aos agentes de Figo, para "pôr aquilo a render dinheiro".

Segundo a mesma fonte, o ex-jogador terá começado por exigir 250 mil euros por ano durante cinco anos (1250 euros), nessas negociações. O contrato, que alegadamente foi assinado, é de três anos e tem um valor de 750 mil euros (distribuídos da seguinte forma: 350 mil, mais 200 e mais 200) e uma cláusula sobre a renúncia.

"A ideia", explica, "era que Figo gravasse um vídeo publicitário no primeiro ano - e as principais coisas da campanha - e depois denunciava-se o contrato para não lhe pagar o acordado, nos restantes anos."

 

Seja isto o Silva a cair sobre a espada ou  seja isto a mais pura das verdades, o monte de merda que vemos avolumar todos os dias à nossa frente está a tomar dimensões estratósféricas.

 


Tags:


custodioserodio @ 12:10

Seg, 22/02/10

E, já agora, quem foi o estilista daquela camisola, a Ronalda?




drmaybe @ 18:24

Dom, 21/02/10

 

Num momento em que nos corredores do poder os intervenientes correm de um lado para o outro, fomos entrevistar quem nunca corre, para dizer a verdade nem anda.

                            

Moscas: Não tem vergonha?!

 

Busto da República: Nenhuma! Estou aqui para servir e servir-me, e sim, sirvo-me mais do que sirvo, mas sempre que posso e a Isilda Pegado não está por perto, revelo um ou mais dos meus seios.

 

Moscas: Busto da República, o que acha de tudo isto?

 

Busto da República: Escusava de referir essa minha incapacidade de correr ou andar. É uma discriminação e é absolutamente irrelevante.

 

Moscas: Nós somos estagiários e gostávamos imenso de fazer os títulos das notícias do jornal i...

Adiante. Já sentiu que a sua liberdade de expressão estava cerceada? Os tentáculos do polvo já lhe tocaram?

 

Busto da República: (...)

 

Moscas: Publicava o texto de Mário Crespo?

 

Busto da República: Acha que tenho tempo para pensar nessas coisas? Publico todos os dias milhares de textos, fotocópias, memorandos e mails…

 

Moscas: Considera-se mais bonita que Duarte Pio, chamado de dom?

 

Busto da República: Sem dúvida, o Sr. Pio tem uma expressão petrificada que eu não tenho, e se fosse Srª seria Srª Pia. Não acho isso bonito.

 

Moscas: Sente inveja particularmente a algum atributo ao novo busto de Marianne, inspirado em Laetitia Casta?

 

Busto da República: Quem é essa?

 

Moscas: Fez parte da Carbonária?

 

Busto da República: Não mas faço um esparguete à carbonara de se lhe tirar o chapéu.

 

Moscas: Podemos tratá-la por BR?

 

Busto da República: Bruna, podem-me chamar Bruna. Já me quiseram chamar Maria Ana mas teria preferido Isabel.

 

Moscas: Recentemente diversos artistas plásticos referiram-se a si como uma figura desatualizada.

 

Bruna: Já por várias vezes afirmei, e não é apenas uma regra básica do código de cores, que vermelho e verde não me fica bem. Acho que uma coisa ousada, assim como uma faixa amarela entre duas vermelhas por exemplo, seria mais apropriado e reflete melhor o dinamismo da nossa sociedade. Preto e branco ou rosa e laranja são também hipóteses que creio seriam bem vistas.


Tags:



Sr. Rocha da Internet @ 14:50

Sab, 20/02/10

Está mais do que visto que o temporal na Madeira é obra do Jardim para que os estragos venham a justificar o aumento do endividamento.

Ao mesmo tempo, tudo isto pode trazer enormes vantagens à campanha de Fernando Nobre que pode aproveitar para mostrar toda a sua experiência.

Não há limites para o aproveitamento político.





Sr. Rocha da Internet @ 09:36

Sab, 20/02/10

Vivemos num tempo (foda-se, pareço o Eça de Queiroz e o caralho) em que as pessoas defendem o terrorismo partindo da ideia peregrina que o seu relacionamento com o terrorista garante a existência de um carácter. É muita emoção no ar.

 

Porém, eu não me fico. Também eu conheço um anónimo que todos queriam saber quem é - o Zorro. Ah ah ah! E agora? Ah pois é, bebé! Eu sou amigo do Zorro. E posso garantir aqui em primeira mão que já almocei com ele várias vezes. É uma pessoa pacata e simpática com 3 netos e 2 gatos, gosta de tomar chá de jasmim e masca tabaco californiano.

 

Estou também em plenas condições de assegurar que o Zorro é um homem que sente, que tem emoções, que ama as flores e os frutos; um homem que sofre como todos os portugueses e também com eles, e que olha o mar nas tardes soalheiras de Junho.

 

Bem sei que vocês pensavam que o Zorro eram mais de 10 pessoas, mas isso é do rapé que andais a cheirar, seus amantes de teatro francês. O Zorro é só um. Eu juro pela minha rica saúde que consigo reconhecer todos os seus traços quando se move no seu fato preto e mascarilha. É absolutamente mentira que não exista uma pessoa chamada Zorro.

 

Vou dizer muitas vezes até acreditarem: O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe; O Zorro existe.

 

O inimigo do Zorro faz cocó nas calças.

 




Aurea Mediocritas @ 21:10

Sex, 19/02/10

 

Excertos retirados do Facebook da candidatura do mesmo. Ou seja, isto são as melhores partes do Manuel Alegre.

 

Não serei candidato para renegar os meus valores, a minha vida e as minhas convicções. Quem quiser apoiar-me terá de apoiar-me tal como sou.


O PS já percebeu que quem me apoiar terá de apoiar-me tal como sou. Daí o Fernando Nobre.

 

Nunca confundi política com negócios, nem pus projectos pessoais ou de partido acima dos superiores interesses do país e da democracia. Nunca sacrifiquei os valores que pautaram a minha conduta: o sentido da honra, da integridade e serviço desinteressado à causa pública

 

Sempre soube que a a Politica era algo demasiado puro para se meter com as porcarias da Economia e das Pessoas.

A Politica só se mistura com a Poesia e alguns ramos da Matemática Teórica.

 

(...) As agências, de rating que já se enganaram na crise de 2007, não estão abrangidas por nenhum regime de responsabilidade jurídica.

 

As agências de Rating são os avatares da presença do Demiurgo no reino sub-lunar. É obrigação dos Puros lutar contra a sua influência corruptora.

 

Já estamos cansados desta economia em que os lucros são sempre privados e as perdas são sempre socializadas.

 

Estamos fartos do Socialismo Europeu.

 

Precisamos de outra economia. Também Lula da Silva foi acusado de não saber de economia. Afinal ele é que sabia. Sabia de outra economia.

Os meus conhecimentos profundos de Poesia e Politica, criaram uma carapaça de indiferença ao ridículo que me permite falar de economia.

 

Uma economia voltada para as pessoas. É essa que nos interessa. É essa de que precisamos.


Olha, nem eu sei muito bem o que é que queria dizer com isto...

 

O resultado da próxima eleição presidencial pode traduzir-se num avanço ou numa regressão.

 

Nós advogamos um corajoso e inequívoco passo ao lado!

 

Viva a República, Viva Portugal

No final do discurso de Coimbra, Manuel Alegre foi efusivamente aplaudido na sala por mais de 600 pessoas.

(...)

 

 




Aurea Mediocritas @ 14:18

Sex, 19/02/10

 

 

Felicia Cabrita em resposta a uma pergunta sobre quem são os investidores angolanos do Sol, e citando de memória:

 

"Não percebo este interesse em saber quem são os investidores, a não ser que os senhores sejam racistas?!"

 

Zing! Apanhaste-os Felicia!

O teu raciocínio só perde em beleza para o teu nome.




Aurea Mediocritas @ 10:43

Sex, 19/02/10

     

 

 

Fontes bem colocadas dentro do PS informaram o Moscas de que há movimentações no Largo do Rato para ter como candidatos para PR e PM, Fernando Nobre e Madre Teresa de Calcutá respectivamente.

 

"Pensamos que o odor de Santidade de uma tal equipa, iria finalmente afastar alguns boatos maldosos e infundados que têm ultimamente rodeado o PS."

 

Quando inquirido sobre se se referia aos casos que têm envolvido José Sócrates, a nossa fonte disse que não alimentava intrigas mesquinhas, principalmente quando envolviam pessoas que ele não conhecia e que só tinha visto uma vez informalmente durante um jantar.

 

"Acreditamos que o trabalho humanitário de Fernando Nobre o retira da esfera dos meros mortais, o que nos garante que ele estará a salvo de insinuações soezes que alguns dos meus camaradas (que desconheço), têm sido vitimas.

Por outro lado a Beata Teresa de Calcutá ( a beatificação mais rápida da história. Facto a que não foi alheio dois ou três telefonemas feitos por um administrador da PT para o Vaticano) está numa ascensão estratosferica para a Santidade, o que só pode ajudar a criar a imagem de seriedade que pretendemos projectar."

 

Quando inquirido se o facto da Beata estar morta poderia prejudicar a sua performance enquanto primeira ministra ou mesmo a sua capacidade de fazer campanha, a nossa fonte afirmou que muito antes pelo contrário, " o seu óbito é o garante final de que podemos contar com um candidato que não se vai meter em sarilhos."






custodioserodio @ 09:47

Sex, 19/02/10

Galeria com Deus, Cristo, Obama, por ordem de grandeza. E ainda o presidente do Royal Bank Of Scotland, Nelson Rockfeller e Mickey Rourke, no caso destes não há nenhuma surpresa que nos façam o dedo corázon.




Sr. Rocha da Internet @ 01:54

Sex, 19/02/10

 

 

Temos imenso que aprender com os espanhóis. Não há cá corninhos e irritação com os senhores jornalistas, é logo a abrir e com um sorriso nos lábios. Reparem na serenidade deste homem a fazer - e vou usar um termo técnico - piças.

(O rapaz do lado deve achar que aquilo se chupa sozinho).






Aurea Mediocritas @ 21:08

Qui, 18/02/10


1. Já não é a primeira vez que o País assiste a uma tentativa de substituição do debate político pelo ataque pessoal, pela insinuação e pela mentira pura e simples.

 

Andam praí a dizer mal de mim.


2. Perante isto entendo que chegou o momento de reafirmar aos Portugueses três verdades claras e fáceis de compreender:

 

Se pensam que eu vou comer e calar tão muito enganados:

 

Nem eu nem o Governo temos conhecimento sobre o que se passa dentro da maior empresa do país e que, por total acaso, é participada pelo Estado e tem administradores por ele nomeados.

O nosso desconhecimento sobre o que se passa dentro da nossa esfera de competência não pode, nunca, ser posto em causa!


Se vocês acham que nós temos algum interesse por televisões, jornais e assim não só são estúpidos, como são malucos. Comunicação Social LOL!

 

Vocês são todos testemunhas que aqueles cabrões da comunicação social só dizem o que lhes dá na gana.

 

Esta é a verdade dos factos que nenhuma especulação poderá desmentir.

Não me venham com tretas que vocês sabem muito bem que eu tenho razão.


3. Mas a este propósito quero ainda dizer o seguinte:

 

Mas ainda não me calei! Ah não!

 

Como democrata, repudio tudo o que me possa deixar ficar mal. Aliás era o que vocês, seus bostas, deviam fazer se fossem pessoas de bem. Como eu.


Mas o que é especialmente condenável é a indignidade daqueles que tentam aproveitar-se destes crimes para lançarem ataques de carácter aos seus adversários políticos. Estes são os métodos de quem dá mostras de não saber aceitar a escolha e o resultado das eleições legislativas, de não saber conviver com o julgamento democrático dos portugueses. Esses são os que parecem ter-se desinteressado do País, para apenas se concentrarem no insulto como arma de ataque pessoal.

 

Ver parágrafo anterior.


4. Mas quero ainda dizer aos Portugueses o seguinte:

 

Ah! Lembrei-me de mais uma cena!

 

Eu, ao fazer o só que me apetece, garanto o bom funcionamento das instituições, elevo o nível do debate politico, modernizo o país, recentro debate nas verdadeiras questões.

´Cause I'm cool like that.

 

 Sei muito bem o que quero fazer, aprovar o OE para que possa curar os cegos e os escrofulosos, fazer os paralíticos andar e reconquistar a confiança dos mercados internacionais.

É nisto que estou empenhado, em aguentar mais quatro anos no governo ... porque não sei o que me vai acontecer quando ficar sem imunidade.

 




Sr. Rocha da Internet @ 14:02

Qui, 18/02/10

Enquanto o país anda por aí, uma nova discussão surgiu na blogosfera: toda a verdade sobre os assessores que escrevem em blogs. Uma discussão de uma transversalidade única em toda a blogosfera. Por que será?

Tanta unanimidade só me faz crer no nascimento de um novo corporativismo. Os assessores unidos já mais serão vencidos. É ternurento.



Whatever happened to the bright ones
Twitter
Pesquisar
 
Tags

todas as tags

subscrever feeds